sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Verdade

É esse medo que eu tenho de perder. Medo de te perder. Eu me esforço tanto pra deixar esse medo de lado. Mas é tão dificil,poderia até dizer impossivel. A gente teme pelo que a gente ama,não é? É esse medo que me deixa assim,insegura. Chega a ser patético,ridiculo. Lembrar do que você me disse é tudo que consegue me confortar um pouco. Acho que eu deveria começar a confiar mais em você,não é? Para o meu próprio bem. Não que eu não confie nem um pouco,é que eu confio pouco demais. E até você reconhece que vai ter que ganhar minha confiança de novo. Eu confiei em você,cegamente,uma vez. Mas você me deixou marcada,reabriu uma ferida que eu não consigo fechar mais. Eu não sei confiar. Você não sabe confiar. Somos dois com a mesma marca. O mesmo medo. O mesmo problema - sim,falta de confiança é um problema. Isso pode te proteger demais,mas também pode te afastar muito. Eu acredito que absolutamente tudo tem um fim. Nem que seja com o fim da vida,mas tudo chega ao seu fim. O negócio é fazer o máximo pra não pensar nisso,no fim. Porque do contrário,poderiamos agir de forma indiferente. E eu não agiria indiferente nem se eu quisesse... Nós dois precisamos aprender juntos a confiar. É difícil demais. Eu sou difícil demais. Nós somos difíceis demais. Nós temos mais em comum do que imaginavamos. Mas eu mergulhei fundo demais nisso,e nem se pudesse,eu conseguiria sair. Já é tarde demais pra gente desistir. Porque no fim,não importa quanto tempo leve,a gente se entende,não é? A gente se completa. E o que falta nos dois,a gente vai montando,construindo devagar. Sem você eu não posso ficar. Sem mim você não pode ficar. Não temos saída,a não ser ficar. Mergulhar cada vez mais fundo nessa nossa bagunça de sentimentos,medos,sorrisos,choros,e textos... Muitos textos.

Escrito no dia 06/11/10

Nenhum comentário:

Postar um comentário