sexta-feira, 1 de outubro de 2010

outflow #2

Acho que ninguém jamais vai entender isso que eu sinto. Porque nem eu mesma entendendo direito. Acho que só meu cachorro de pelúcia entende,mas só porque ele não sabe falar mesmo. Se não,diria que eu estou louca,como a maioria. De qualquer modo,só pelo fato das pessoas não entenderem,ou não estarem de acordo,não quer dizer que podem me ferir desse jeito. Me ferir com essas palavras que me parecem facadas no peito. Tudo bem,pode se importar comigo,querer o meu bem. Mas como pode querer o meu bem,me ferindo desse jeito com as suas verdades? São suas verdades,não minhas. Pode mantê-las para si. Porque a sua opnião eu não pedi,nem a de ninguém. Eu não quero saber desse seu mal pressentimento ou da burrada que eu estou fazendo. Eu estou aqui,vivendo. Não se preocupe comigo. Só porque eu não vivo do jeito que tu acha que eu deveria,não quer dizer que eu não esteja. Eu vivo do meu jeito,e sou feliz assim por equanto. A hora que eu me sentir insatisfeita,que eu achar que isso tudo é pouco demais,eu mudo. Mas por enquanto,eu estou bem. Não venha me dizer como viver,como agir. Eu nunca gostei disso. Eu sei o que eu estou fazendo. E se depois eu cair,tudo bem. Pelo menos eu tive coragem de voar. Pelo menos eu tive coragem de viver do jeito que eu queria viver,e não do seu. Você nunca vai entender como é isso pra mim. Ir contra todos os conselhos e advertencias que me deram,só por esse sentimento. É um sentimento que me alimenta,eu não sei mais viver sem. É uma droga,e estou viciada a muito tempo. Eu sei que é pra evitar a queda que me dizem o que dizem. Mas eu já passei tempo demais tentando evitar a queda e quer saber? Nunca funcionou. Ela sempre vinha. Vinha e me derrubava sem nenhuma piedade. E se ela não tem piedade de mim porque eu vou ter? E porque eu iria querer que os outros tivessem? Pode guardar seus comentarios,seu mal pressentimento,sua piedade. Use para algo melhor,use com alguém que precise. Porque eu não preciso. Eu não quero. E se eu estou me machucando,é um problema somente meu que ninguém vai ver. Se tem uma coisa que eu sempre soube fingir é um sorriso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário