quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Who I was meant to be ...

Eu ainda me lembro do seu sorriso,eu ainda me lembro do seu beijo,eu ainda me lembro da sua voz. E ainda me lembro principalmente do seu abraço apertado. Daqueles que a pessoa parece não querer soltar,sabe? Eu não queria soltar,você também não. Então por que não ficar ali,pra sempre? Eu queria ficar naquele momento onde tudo parecia certo. Onde tudo parecia se encaixar,ter sentido. Com você eu sinto que sou a pessoa que eu deveria ser,que eu nasci pra ser.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Pra sempre ?

Eu acho que pra sempre é muito tempo sabe? Eu nunca acreditei nesse negocio de pra sempre. Até porque,já vi tanta gente falar isso da boca pra fora que pisca uma luz de emergência na minha cabeça me avisando "é mentira,isso de pra sempre mal existe". Mas quando você disse que tudo que queria era estar comigo pra sempre,eu quis muito acreditar. Como tudo que você diz em relação a nós. Mas pra ser sincera,a primeira coisa que eu pensei foi "pra sempre é muito tempo". É. Pra sempre é tempo demais pra me aturar. Pra aturar as minhas maluquices,meus ciúmes loucos,minhas variações de humor. Pra sempre é tempo demais pra alguém querer me querer,entende? Eu sou muito chata,e eu sei disso. Ninguém nunca me disse que me queria pra sempre ... Mas mesmo assim,eu sempre achei que isso era o maior clichê. Só que com você,além de querer acreditar,além de pensar que era tempo demais,além de tudo ... Eu pensei que também queria estar com você pra sempre. Mesmo você tambem sendo um chato,um besta. Mesmo eu sentindo esse ciúme horrendo,que parece me consumir por dentro as vezes. Mesmo você me tirando do sério as vezes. Porque nada disso se compara aos sorrisos e risos,ao frio na barriga de quando você disse "Eu não quero te perder guria,eu gosto de você de verdade",a mente voando até você... E mesmo hoje,quando as coisas são um pouco diferentes do que eram no inicio,eu vejo,que não podia querer alguém melhor pra querer pra sempre. Ou querer sempre? Bom,que seja! Que seja "eterno enquanto dure".

Só precisava dizer ...

Sabe,eu estive pensando,e como você sabe,quando eu começo é dificil parar. Então,eu achei que seria melhor falar,até porque,você sempre reclama de eu quase nunca te dizer o que está me incomodando. Mas é que você não sabe como é dificil pra mim falar de um jeito que você consiga entender. E então eu escrevo,simplesmente,porque me parece mais facil pra expressar isso. É que eu gosto de você,de verdade. E você sabe disso. Mas as vezes eu me pergunto se é o mesmo pra você. Não que não pareça sabe,você até deixa isso claro as vezes. Mas as vezes não fica tão claro assim,por umas atitudes suas... Eu sei bem que pra cada ato há uma consequencia. Eu sei bem que existem certas coisas que eu poderia falar ou fazer que iriam magoar outras pessoas. Mas não estou certa se você sabe disso. Você tem que entender que algumas coisas são dificeis de aceitar,pelo menos pra mim. Porque eu tenho medo mesmo,não sei,eu nunca fui insegura em relação a ninguém como eu sou agora,com você. É que eu não quero te perder... Mas você faz umas coisas que me faz pensar se é comigo mesmo que você quer estar. Eu duvido que você não fosse se incomodar se eu dissesse que "sou toda" do meu ex,ou de qualquer outra pessoa. Ou se eu dissesse coisas que parecessem ir além de uma boa e simples amizade pra alguém. Parece que você faz coisas quando acha que eu não vou saber. O que é pior ainda,porque eu não quero que você tenha que esconder,de certa forma,coisas de mim. Eu acho que sempre deixei claro que você podia me dizer tudo que quiser. E eu nunca faria alguma coisa que te magoasse,que te deixasse chateado... Vê se você consegue entender o meu lado,eu tenho motivo pra me sentir assim,você sabe. Eu acho que se você pensasse mais em mim,ou pelo menos se colocasse no meu lugar,você não faria isso... Não sei. Mas mesmo assim,eu quero saber o que você tem a dizer,se você pode esclarecer a minha mente. Eu estou precisando.

domingo, 26 de setembro de 2010

revolta da madrugada #1

Nunca vi alguém tão incerto quanto você. Você diz que é meu. Mas também é da Paulinha da esquina,da sua vizinha,da sua colega,da sua amiga,da sua ex. Assim não dá meu amigo! Ninguém se divide tanto assim. Ninguém é de todo mundo assim,que nem você. Eu não sei dividir,não gosto. Então,meu você não é mais. E muito menos eu sou sua tá? Só pra deixar claro.
Sabe aqueles dias que tu perde a vontade de viver,de tão pra baixo que tu tá? Então,é hoje!
 

As pessoas me quebram,pisam em cima e depois riem e dão um tchauzinho. Como se eu pudesse ver,caida no chão né?! Mas eu sei que elas dão,tenho certeza

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Ah,como eu precisava de você!

Eu precisava de você. Do seu abraço,do seu cheiro,do seu beijo. Eu precisava de você por perto. Ou pelo menos das suas palavras. Aquelas que sempre me fazem sorrir. Eu precisava de você aqui. Eu precisava simplesmente para cessar a minha enorme vontade de você,de te ter. Eu precisava por mim,por puro egoísmo mesmo. Só pelo simples prazer de me sentir completa com você por perto. Como sempre,eu precisava de você aqui. Só pelo simples fato de estar aqui,de estar comigo. Ah,como eu precisava de você!

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Partidas

Ele disse que não iria. Se eu o quisesse,ele não iria. Eu não queria que ele fosse. Mas também não o queria como ele queria a mim. Então o que eu podia fazer? A gente sempre acaba tendo que abrir mão de algo que gostamos - é o que ele sempre me disse pelo menos. Ou alguém... Eu sinto por não poder fazer nada. Sabe,esta já é a segunda vez. Está se tornando cada vez mais frustrante. Parece que gostar de mim faz mal. Ou o fato de eu não corresponder que faz? Sou eu,de qualquer forma. Então ele vai. E eu fico. Eu não poderia deixá-lo preso a mim,sabendo que o que sinto não passaria disso. Ele disse que entende,que se conforma. Adeus.

sábado, 18 de setembro de 2010

Eu,você,nós

Eu venho tentando decifrar você,desde que te conheci. Já faz um ano e pouco,e até agora,nada. Não entendo quase nada em você. Mas ao mesmo tempo eu gosto de tudo. Não sei explicar,parece loucura dizer isso. Faz tanto tempo que você manda no meu humor,brinca com ele,comigo,e manda no meu sorriso. E eu não me importo,não mais. Já me acostumei com o fato de pensar em você o tempo todo. Não me incomodo de ser acordada por você às 4 da manhã. Nem às 7,até porque,é muito mais conveniente. E eu até gosto,pra ser sincera,quando você tem seus ciúmes mais sem cabimento do mundo,que eu não entendo,assim como não entendo você. E então eu fico assim,tentando te decifrar. Mesmo que não tenha nada pra decifrar na verdade,eu sempre acho que tem. E sempre tento,em vão. Você me intriga. Me deixa louca. Me perturba. E eu não me importo mais,eu até gosto. Mas o que sempre me intrigou de verdade e sempre vai é : por que eu? Logo eu,que sou tão diferente de você. Logo você,que é tão diferente de mim. Se eu gosto de vermelho e você de verde. Eu sou rock'n'roll e você é axé. Eu sou certa demais e você é errado demais. Eu sou daqui e você é de lá. Ah é,isso que dói! Distância que separa,distância que une. Mas enfim,por que eu? E por que você? De tanta gente,por que você me escolheu? Eu queria muito saber. De tanta gente,por que eu te escolhi? Eu só posso dizer que não faço a minima ideia,mas é você quem eu escolhi.É você quem eu quero,quem eu sempre quis. E a cada dia aumenta a minha necessidade de você,a minha dependência em você.  E pra falar a verdade, o porque não importa. Se somos diferentes,também não importa. É muito melhor assim,nós somos diferentes de tudo que se vê por ai. Eu,você,nós.
Eu queria mesmo que todas elas morressem. Ou que pelo menos,fossem para muito longe. Tipo,Plutão!
É um pensamento ruim não é? Mas eu queria mesmo! Não é um bom dia pra me irritar.
Eu queria dizer tanto,que acabei não dizendo nada.

domingo, 12 de setembro de 2010

Segredos

Eu te amo,você faz parte de mim e não posso mais te deixar. Queria que você me segurasse muito forte e nunca soltasse. Quero estar com você para sempre. Não me imagino mais sem você e não quero mais ninguém além de você. Porque só voce pode me fazer feliz,só você pode me fazer sorrir,só você me deixa assim ... tão tranquila,tão em paz. Com você eu aprendi a ser melhor,aprendi que existe muito mais na vida do que eu esperava. E eu penso em você a todo instante. E quando não estou pensando em nada já me pego pensando em você. Estranho né? Na verdade,tudo isso pra mim é estranho. Até me assusta um pouco. Mas eu gosto. Porque nunca me senti assim. Tão bem,tão viva. Você me devolveu o sorriso quando pensei que ninguém mais ia conseguir isso. Eu amo você,eu quero você ... Ah como eu amo,como eu quero! Eu preciso tanto de você. Perto,longe,eu preciso de você. Perto seria muito melhor. Mas melhor longe que nada. Eu aprendi a me contentar com o que tenho,na verdade. Aprendi a aproveitar cada segundo,cada momento. E agora eu fico sonhando com você,sonhos tão bons que tenho pena de acordar. Então quando você vem? Eu vivo sonhando em transformar esses sonhos em realidade.

Pensamentos noturnos

Sabe,hoje eu acordei pensando em uma só coisa. Eu acordei pensando em dizer que eu amo você. Sério mesmo,pensei nisso o dia inteiro. Eu tenho essas coisas. As vezes eu tenho uma vontade enorme de dizer que te amo. Mas não sei porque,nunca digo assim quando me dá vontade. Só nas nossas despedidas,que são muitas. Eu cansei de me despedir de você sabe? Eu amo você mesmo,de verdade. E eu quero você aqui comigo. Não só de vez enquanto,para perguntar se está tudo bem e pronto. Eu quero sempre,para falarmos sobre qualquer coisa,sem fim. Eu quero dizer que eu amo você,mas não é assim tão simples. Porque sempre parece muito pouco sabe? Um "eu te amo",é pouco,comparado ao que sinto. Mas também,não encontro palavras para expressar isso. Parece até impossível. É,acho que é impossível mesmo.

sábado, 11 de setembro de 2010

Eu já sei ...

Eu sei que vou gostar do sabor dos seus lábios,mesmo sem ter te beijado. Eu já sei que vou gostar do seu cheiro mesmo sem tem ter te abraçado. Eu sei que eu vou gostar da sua mão na minha,mesmo sem tê-la tocado. E eu já sei que amo você,mesmo sem te ver. Eu sei que está por ai o meu amor. E eu vou encontrá-lo.
A: Você acha difícil dizer?

B: Eu acho.

A: Mas por que?

B: Porque eu não consigo!

A: Você nem ao menos tentou!
 
B: Mas eu já sei que não consigo. Se eu disse,vou começar a pensar que poderia ter dito de um jeito melhor. E depois,vou pensar que não deveria ter dito nada.

A: Você tem medo né? Medo de viver,de se arriscar...De quebrar a cara.

B: Exatamente! Então pronto,não vou dizer.

A: Você não vai "quebrar a cara" nem nada disso. Eu prometo. Eu só quero ouvir,porfavor.

B: Não. Você pode ler. Você sabe que tudo que escrevo é sobre você e para você. Eu não vou dizer,chega,porfavor.

A: Está bem ... Mas eu não tenho medo,eu digo! 

B: Que bom!

A: Eu amo você e você tudo pra mim,eu não consigo mais viver sem você.

B: Bom... sabe ...

A: Eu desisto!

B: ... Eu também.

A: Desiste?

B: Que? Não! ... Ah,esquece vai!



Eu quis escrever assim ok? Me deu surto de Tavares!haha Queria falar sobre essas respostas que a gente dá tarde demais ...é.

Eu e esses meus principios ...

Não sou fiel a ninguém. Sou fiel somente aos meus sentimentos. Se eu amar você,sou fiel ao meu amor. Sou fiel ao que sinto,independente do que você sente. Mesmo se você não fosse nada meu,eu continuaria te amando e seria fiel a isso...é,essa parte não é muito boa. Mas substituir alguém rapidamente,sem tempo pra esquecer,pra se "recompor" é traição. Você substituiu o corpo mas não o sentimento. E o sentimento continua sendo de outra pessoa. Não é justo com você,nem com o "substituto",porque ele talvez te ame de um jeito que você não vai poder amá-lo. Então é sim traição. É trair a s mesmo,ao seu sentimento. Eu sinto muito,mas vai contra os meus principios trair o que sinto. Eu preciso de um tempo. É o unico rémedio pra amenizar e cicatrizar,e conseguir me deixar levar mais um vez.

Eu quero você .

Eu sinto uma urgência grande de você. De te ver,de te ter ... Eu já pensei tanto nisso,eu quero muito você aqui comigo. Quero muito sentir sua mão na minha. Eu quero muito sentir seu calor,seu amor,seu sabor. Eu quero me encontrar em seus braços,me perder em seus abraços. Quero sentir o sabor dos seus lábios. Eu quero muito você,só você.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Uma vez você me disse que se não fossemos insistentes,não chegariamos a lugar algum. E foi ai que eu decidi. Eu insistia nesse sentimento sem pensar. E cansava. Mas eu continuava. Eu insistia em acreditar até quando não tinha mais em que acreditar. Eu insistia nesse sentimento,porque me preenchia,não podia ficar sem ele. Não podia ficar sem você. Então continuei insistindo nisso tudo. Eu esperei,aprendi a ser paciente. Pensei em largar tudo,desistir. Mas se desistisse não chegaria a lugar algum,não é? Então eu esperei por você,e amei você,a cada segundo dos meus dias. Eu esperei até te encontrar,até você chegar. Eu sabia que era você. Sempre foi você e sempre vai ser.
Eu estou meio assim,nas nuvens. Fora do ar,sem acreditar. Ou melhor,eu acredito não acreditando,sabe? Sempre meio que esperando o que pode dar errado. É que eu não sei ser feliz entende? Não estou acostumada.

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Te deixar? Nunca.

Não quero largar você,não quero soltar,nem por um segundo se quer. Pois sabe-se lá o que pode acontecer. Sei lá se eu posso te perder. E se o vento levar? Ah não,eu não vou soltar. E se escapasse,eu iria atrás de você,te buscaria até encontrar. Eu te seguro como se fosse minha própria vida,e para dizer a verdade você é mesmo. Então não largo,não solto. Afinal é a minha vida e eu tenho que cuidar bem dela. Eu nunca vou te deixar cair,pode confiar em mim. Nunca vou te deixar ir. Eu prometo. Até que você me diga que quer partir,ai então eu te deixarei,com muita dor,eu já até sei.

Trocas

Esse negócio de dar,se doar,amar,sem exigências,sem pedir nada em troca,não é comigo! Eu quero dar e receber. Não quero doar sem que o outro se doe também,não faz sentido! Não querer nada em troca é conformação,e isso é coisa de quem gosta de sofrer. E eu já estou farta de sofrimento!

Esteja aqui ...

Se você me visse chorar,como se sentiria? Se você me visse quebrar,o que faria? Eu não quero nada demais,eu não lhe pesso muito. Só quero que esteja aqui comigo. Só quero que esteja aqui para mim. Assim como eu sempre estive para você.