quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Aqueles sentimentos que não deveriam existir .

Ciúmes...Existe coisa mais ridicula? Claro que existe...mas ciúmes deve estar no top 10 dos sentimentos mais ridiculos. O mais ridiculo é o amor,primeiro lugar. Agora,o ciúme é uma coisa horrível! Acho que provém da insegurança. A insegurança gera medo e esse medo gera o ciúme. Pra mim é mais difícil. Eu sou possessiva. E no momento,estou insegura. Insegurança é uma coisa nova pra mim. Ser possessiva com pessoas eu sempre fui,mas nada doentio entende? Só que,o que é meu,é somente meu. Nada demais...não gosto de dividir,só. E acho que ninguém gosta né?! Agora,essa tal insegurança é desgraçada! É que eu nunca sei o que pode acontecer,isso me atribuiu uma paranóia...Ou é só medo mesmo? Medo de perder ... pavor,até. E talvez no fundo todo mundo tenha. Mas eu ... é que já aconteceu. Com todo direito pelo exagero de palavras: Eu estava despedaçada,estava quebrada. Uma loucura. Vai que acontece de novo? Talvez um dia aconteça mesmo. Mas não agora,é o que eu espero. Veja,eu tenho motivos,e muitos,pra tudo isso. Para o ciúme,para o medo/insegurança... Eu simplesmente odeio sentir ciúmes,porque eu nunca gostei de admitir ele. Ou quase nunca. Sei que começo a maltratar a pessoa sem ela saber o porque. Meio maldade né? Só que essa droga de orgulho que eu sempre tive não me deixa nem admitir esse ciúme aí. O medo eu admito,com certeza. Amar demais faz a gente temer. Temer pelo amado,temer por perdê-lo. Talvez seja um sentimento um tanto quanto nobre. Ou admiti-lo o torna nobre? É,deve ser. O fato é, esses sentimentos me pertubam demais. Quisera eu não senti-los. Também adicionaria a dor nos sentimentos que não quero sentir. Porque uma vez ou outra,sempre dói. As vezes mais,as vezes menos. Mas em mim,com todo meu drama...sempre doi! É essa importância que eu dou pra tudo...Mas isso não vem ao caso. Não agora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário