domingo, 30 de maio de 2010


Hoje me disseram que eu mudei. Já me disseram que eu mudei,mas faz muito tempo. Diziam que não sabiam mais quem eu era. E eu também não sabia quem eu era. Mas agora eu já acabei de mudar. E agora eu sei quem eu sou. Não é necessário que ninguém me diga como eu era,como eu deixei de ser e como eu sou agora. Eu sei. Eu sei muito bem. Tem coisas que eu sentia,que eu não sinto mais. E antes eu sentia falta dessas coisas,mas agora não sinto mais. E sem sentir isso,eu vejo,que foi melhor assim. E quando eu perdi tudo aquilo que eu achei que tinha...eu cresci. E hoje em dia,eu não penso mais como eu pensava antes. Eu aprendi,logo na primeira queda. E a única coisa que eu quero é não cair outra vez. Mas eu sei que vai acontecer,e que eu não vou estar preparada. Mas eu já vou saber como levantar. E talvez crescer mais um pouco. E então perceber,mais uma vez,que talvez fosse melhor assim. No entanto,o que eu quero mesmo neste momento,é não ter que esquecer outro alguém. Não ter que me machucar e me decepcionar de novo,tão rapido. Eu não quero ter que perceber que foi melhor assim,porque não servia pra mim. Eu não quero ter que pensar se tudo foi verdade ou não. Eu quero todos os meus sonhos e esperanças e sentimentos intactos. Eu quero que meu coração continue inteiro. Eu não quero mudar tanto à ponto de não saber quem eu sou outra vez. Por que tudo não pode ser simples? Por que tudo não pode ser fácil? Talvez porque a vida fique muito chata desse jeito. Mas se bem,que ela poderia me dar uma trégua. Caminhar sem saber o que vai acontecer,é difícil. Algumas vezes assustador. Será que eu preciso ser cuidada sempre? Porque eu sou tão frágil? Ou será que me faço de frágil? Já sei! Eu sou forte quando necessário. Acabei de lembrar disso!
Eu sou sempre os opostos. Eu sou duas coisas ao mesmo tempo. Eu consigo ser frágil,mas forte. Ser gentil,mas grosseira. Tudo depende da minha necessidade. Essa é outra coisa que eu percebi sozinha. Já me disseram que as pessoas deveriam ter cuidado comigo...Talvez seja verdade. Uma vez que você me decepcione,nunca mais tudo vai ser igual. Eu sempre vou ter em mente que pode acontecer de novo. E dependendo do que for,eu nunca mais dirigo a palavra à você. Depois de fazer você sofrer,é claro! Ah é! me disseram que eu sou má quando eu quero. Será? Justo eu,tão doce e frágil!
Eu mudei,faz muito tempo. E agora,é muito difícil deixar alguém entrar. Eu sou desconfiada,ciumenta e posessiva. E nunca deixo isso transparecer. Eu já mudei. Tentei deixar me provarem que tudo que achava,não era bem verdade. Mas me provaram justo o contrário. Então,essa é uma das coisas que eu nunca mais vou fazer. Porque eu aprendi que continuar com tudo que eu acredito,é o mais certo. E ... To hell com suas opniões que não foram pedidas! Hoje me disseram que eu mudei. Mas agora eu vejo que continuo quase a mesma,só que mais ... séria. E sinceramente,eu prefiro ser assim. Melhor do que deixar as pessoas acharem que é tudo muito fácil. É fácil me enganar,é fácil me esquecer... Será? Não tenha tanta certeza assim.

ok,isso deveria ser reescrito em uma ordem que fizesse sentido. Mas,eu já disse que não penso antes de falar. Logo,não penso antes de escrever.

Nenhum comentário:

Postar um comentário