sexta-feira, 9 de abril de 2010

Se quer saber,eu soube antes de você.

De qualquer modo,parece que eu te perderia. Por isso,de qualquer modo me machucaria. Insegurança é uma droga! Incerteza é uma droga! Como eu posso ter certeza de tudo? Como eu vou saber se está certo,se tudo isso é verdade? Porque sempre parece que não sou eu. E as vezes parece que não vai ser. Eu sempre achei que substituir fosse um jeito mais fácil de esquecer. Mas acho que isso não funciona com você. Talvez você precise de mais tempo. Tempo que eu não consigo te dar. Eu nunca fui muito paciente,eu nunca precisei ser. Todo mundo sempre precisou ser paciente comigo,mas eu nunca tive que ser com ninguém. Talvez tenha chegado a hora de mudar isso... Eu só não quero perder meu tempo aqui. Eu sinto que estou parada,com os pés grudados no chão. Meio tonta,esperando tudo parar de rodar,esperando tudo ficar no lugar. Esperando alguém que possa me ajudar. Alguém que faça essa chuva parar. E sinto que a cada minuto,eu fico mais impaciente. Vontade de desistir... então penso duas vezes. É melhor não. O que é mais um tempo na chuva para quem está lá há meses? Paciencia... Espero chegar em algum lugar com isso. Espero me encontrar. Espero ter certeza de algo. Porque agora,eu não sei mais de nada. Não tenho certeza de nada. Eu só ... não quero me machucar de novo. Mas parece impossivel não é ? Dizem que é assim mesmo,sempre acontece. Talvez eu que não esteja acostumada. Talvez eu que não saiba lidar com isso. Bem,de qualquer modo,parece que eu te perderia. Insegurança,e incerteza ... é uma droga mesmo! Eu nunca fui boa com meio termo. Pra mim é sempre quente ou frio,nada de morno. Ou sim,ou não,nada de talvez. Ou sou eu e você,ou sou só eu e mais ninguém.

E lá vou eu com as minhas teorias... talvez eu esteja ficando louca (ou mais louca). Talvez não. Quem sabe?

Nenhum comentário:

Postar um comentário